sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2011

Música New Wave

Um dos géneros musicais mais importantes desta década foi, sem contestação, o género New Wave, que surgiu ainda nos finais da década de 70 e ganhou mais sucesso no início dos anos 80, que tem como subgéneros o Electroclash, o New Romantic, o Mod Revival, o Dance-Punk, o Synthpop e o Darkwave. Este movimento inspirou-se, principalmente, no movimento de vanguarda do cinema francês, dos anos 50, chamado Nouvelle-Vague.

Surgiu nos Estados Unidos da América e no Reino Unido como uma “mistura” de vários géneros: Punk Rock; Música Disco; Power Pop; Música Electrónica; Art Rock; Glam Rock; Ska; Pub Rock. Todavia, foi o Punk Rock que foi considerado o seu principal influenciador, daí que, antes de se tornar um género independente, era sinónimo de Punk Rock. Este estilo musical tem como instrumentos musicais característicos a guitarra eléctrica, o baixo, a bateria, teclados e um sintetizador, uma espécie de teclado utilizado para produzir sons gerados artificialmente.

O próprio termo New Wave surge, segundo o historiador musical Vernon Joynson, em 1976, com a necessidade de diferenciar as bandas que, contrariamente ao movimento punk, não se baseavam em músicas com teor anarquista, como algumas bandas de garagem, nomeadamente os Sex Pistols, e criavam músicas com uma complexidade lírica e experimentação mais elaborada, tornando-as mais viáveis comercialmente. Ao mesmo tempo, este termo era utilizado pelas revistas para distinguir as bandas, cujo estilo não era bem punk, mas que estava relacionado.

Um ano depois é criada a New Wave, uma compilação lançada pela Phonogram Records, que incluía diversas bandas norte-americanas que adoptaram este género musical, como Talking Heads, Ramones, Dead Boys, entre outros. Na mesma altura, um género que surgira com o punk, o Power Pop foi associado a este novo estilo musical.

Desta forma, podemos verificar que, associado ao termo New Wave, estão muitos outros géneros de música. Neste sentido, a All Media Guide afirmou que a diversidade do estilo New Wave deveu-se ao facto deste género manter “o mesmo vigor e irreverência do Punk, mas por outro lado, uma fascinação pela electrónica, moda e arte”. Para além das letras divertidas e despreocupadas, os músicos da New Wave apresentavam visuais inovadores, com cabelos espetados e cores vibrantes. Era como se fosse uma versão mais suave do movimento punk.

É verdade que a definição de “New Wave” gerou bastante controvérsia, mas este género alterou, para sempre, o cenário da música.

Após uma grande adesão nos anos 70, observou-se, em 1980, um declínio deste género, verificando-se poucas bandas e artistas que adoptavam este estilo de música. Porém, o nascimento da MTV, em 1981, iniciou o período de maior sucesso do New Wave, dado que surgira o videoclipe, mais aproveitado pelos britânicos. É importante referir que o primeiro videoclipe transmitido pela MTV, Vídeo Killed the Radio Star, dos Buggles, foi um dos maiores êxitos deste género.

A partir desta altura, surgem os subgéneros já referidos, com principal destaque para o Synthpop, em que os teclados assumiam maior importância, tocado por bandas como Depeche Mode, A-ah e Pet Shop Boys. Aliado a este subgénero surgiu outro mais gótico que associamos a bandas como The Cure e Siouxsie. Outro subgénero bastante conhecido foi o New Romantic tocado por muitas bandas, tendo uma posição de destaque a banda Culture Club.

A partir de 1990, muitas bandas surgiram, adoptando o New Wave e misturando-o com outros géneros musicais. É o caso dos famosos Coldplay, que se inspiraram na banda A-ah, e os No Doubt.

Nos anos 2000 continuaram a surgir diversas bandas influenciadas por este movimento, originário do final dos anos 70 e início dos 80. Hoje em dia, este género é considerado uma parte do Rock Alternativo.

Aqui fica uma lista de bandas/artistas e algumas das respectivas músicas dos anos 80 que se incluíam neste género:
A-ha: "Take On Me" (1985) "Hunting High And Low" (1985);
Berlin: "The Metro" (1982) "No More Words" (1984) "Sex" (1982);
David Bowie: "Ashes to Ashes" (1980), "Fashion" (1980), "Let's Dance (1983), "China Girl" (1983);
The Buggles: "Video Killed the Radio Star" (1980)
Culture Club: "Do You Really Want To Hurt Me" (1982), "Time (Clock of the Heart)" (1982), "Church of the Poison Mind" (1983), "Karma Chameleon" (1983), "Miss Me Blind" (1984)
Billy Idol: "Dancing With Myself" (1981), "White Wedding" (1982);
INXS: "The One Thing" (1982), "Don't Change" (1982), "I Send A Message" (1984), "The Swing" (1984);
Cyndi Lauper: "Girls Just Want To Have Fun " (1983) "True Colors" (1986);
Pet Shop Boys: "West End Girls" (1985), "Suburbia" (1986), "It's a Sin" (1987), "What have I done to deserve this? " (with Dusty Springfield) (1987), "Always On My Mind" (1988), "Heart" (1988), "Domino Dancing" (1988);
The Police: "Roxanne" (1978), "Every Breath You Take" (1983);
The Pretenders: "Brass in Pocket" (1980), "Back on the Chain Gang" (1983);
R.E.M: "It's The End of The World as We Know It (and I feel fine)" (1987);
Roxy Music: "Over You" (1980) "Oh Yeah" (1980), The Same Old Scene" (1980), "Lover" (1980), "More Than This" (1982)
Simple Minds: "I Travel" (1980), "Sweat In Bullet" (1981), "Love Song" (1981), "Theme For Great Cities" (1981), "Someone Somewhere In Summertime" (1982), "Promised You A Miracle" (1982), "New Gold Dream (81,82,83,84)" (1982), "Glittering Prize" (1982), "Waterfront" (1983), "Speed Your Love To Me" (1984), "Don't You (Forget About Me)" (1985), "Alive & Kicking" (1985), "All The Things She Said" (1985);

Se o leitor quiser uma lista mais completa, poderá encontrá-la aqui. Para além da lista, deixamos ao leitor o link de um blog sobre este tema, em que, entre outras informações, o leitor poderá consultar as letras das várias músicas que adoptaram o estilo New Wave: http://newwave80.blogspot.com/

Sem comentários:

Enviar um comentário